junho 10, 2012

Areia de Filtro de Piscina: cuidados no manuseio


Primeiramente eu gostaria de dizer que não estou querendo causar pânico, apenas conscientizar a todos que como qualquer outra substância existe um risco relacionado ao manuseio inadequado da areia de filtro de piscina.

A areia de filtro de piscina começou a ser utilizada em aquários por volta de meados da década de 90, seu uso surgiu da necessidade de uma camada de areia que fosse não só eficiente como substrato para fixação das plantas, mas também como barreira ou camada isolante de forma que os componentes do substrato não fosse tão facilmente dispersados para coluna d'água, um dos pontos negativos do cascalho de rio ou areia grossa que eram usados até então. 

Essa areia se constitui basicamente de grãos de cristais de quartzo com tamanhos que podem varias de alguns mícrons até 3 ou 4mm, dependo da granulometria comercializada. O quartzo tem como vantagem a aparência homogenia, a variação de cor e principalmente sua neutralidade, uma vez que o cristal não reage dentro do aquário alterando parâmetros da água, além da facilidade de achar e o preço relativamente acessível. Dai o produto ter se popularizado rapidamente. Cristais de quartzo são nada mais que sílica em seu formato cristalizado, um dos itens mais abundantes na formação do solo. 

Agora vem a parte não muito legal dos cristais de sílica, o pó aspirável, ou seja, aquela poeira muito fina que se forma quando a sílica cristalizada sofre algum tipo de abrasão, quando inalada se deposita nos pulmões e pode acarretar problemas sérios para saúde, os quadros mais graves podem chegar a silicose até ao câncer de pulmão.

Santo Deus! Vou esvaziar meu aquário agora!!!

Não, faça melhor, mude de planeta que é mais efetivo. 
Como vimos lá no começo do texto a sílica é um dos componentes mais comuns da crosta terrestre, não é a areia que está lá quietinha no fundo do seu aquário que vai te fazer qualquer mal, é o pó de sílica cristalizada muito fino que ao ser inalado poderá causar problemas de saúde, isso não inclui o seu aquário entre os fatores de risco. Não saber como manusear corretamente essa areia é que poderá eventualmente te levar a ter problemas. As pessoas que estão mais expostas ao riscos da inalação de sílica cristalizada são aquelas que trabalham com cortes, polimento ou qualquer outra atividade que envolva abrasão e consequente formação de pó. No entanto é bom adotar algumas medidas de segurança que são válidas para qualquer tipo de pó que você eventualmente tenha que manusear:
  • Ao abrir uma embalagem que contenha pó esteja em local aberto, arejado, use uma máscara dessas comuns em tempos de epidemia;
  • Nunca, jamais, aproxime o nariz de um recipiente com qualquer substância em pó, a menos que você saiba exatamente o que é e esteja consciente dos riscos que ela pode acarretar.
  • Falando especificamente da areia: Da embalagem para água, faça isso imediatamente para que o pó que sempre vai existir dento do pacote seja lavado e assim não haja possibilidade dele entrar em suspensão no ar que você vai respirar;
  • Mantenha a embalagem bem fechada, se possível lacrada, e guardada em local adequado longe do alcance de crianças e animais.
A areia de quartzo sempre terá pó em sua embalagem, o atrito dos grãos entre si está constantemente desgastando-os, por isso eles parecem polidos e arredondados e sempre estão cobertos de uma fina camada de pó, a água age como um lubrificante diminuindo o atrito e fazendo com que o pó decante com o tempo.


Olha, eu fiquei com medo, ainda não estou seguro se quero continuar usando.

Aqui precisamos ter um pouco de ponderação, estamos constantemente exposto a uma gama incrível de substâncias químicas presentes em nosso ambiente comum, algumas que nem sonhamos estão sendo o tempo todo inaladas, você já pensou o tanto de farinha de trigo que sua mãe inala quando vai fazer um bolo? Ou a quantidade de pó que seus fertilizantes caseiros liberam quando você está displicentemente separando medidas para misturar soluções para o aquário ou mesmo adubar o jardim? Sabe aquele saco de pigmento que você precisou misturar no final de semana para terminar de pintar a parede da sua casa? Todas estas atividades corriqueiras envolvem algum tipo de risco, cabe a cada um de nós ter uma conduta adequada no seu manuseio, faz tempo que não vejo ninguém morrer por que aspirou sabão em pó, por exemplo, se é que isso é possível, mas é melhor não duvidar, vai que alguém encare como desafio. Mas enfim, o risco existe, mas os cuidados no manuseio irão minimizar ou anular este risco, só depende de você.

Links uteis que eu acho que vocês deveriam ler:





5 Comentários:

Marcelo K. disse...

Olá Alex. Vou tentar dar uma pequena contribuição, sou médico do trabalho, então silicose e outras pneumoconioses (doenças pulmonares relacionadas à aspiração de partículas) estão dentro da minha especialidade.
Como apontado, o aquarista comum não precisa se preocupar com o desenvolvimento destas doenças. São doenças crônicas, que aparecem apenas em pessoas que têm exposição frequente e diária, sem uso de equipamentos de proteção pessoal, e depois de anos e anos de exposição.
O que o aquarista teria de se preocupar seria com a irritação causada pelo pó em pele, mucosas e olhos, principalmente em dias mais secos e pessoas portadoras de rinite, asma e outras condições alérgicas. Nestes casos, a utilização de colírios e rinosoro para a hidratação de olhos e narinas seriam bem-vindos. Asmáticos devem ter ciência de que podem ter crises desencadeadas pelo pó, assim como qualquer outro tipo de pó.
Além do pó, há também a abrasão causada pelo nosso constante remexer na areia e outros substratos, como basalto e suas arestas pontudas. A pele pode ficar bem irritada, então para quem tem a pele mais sensível o uso de luvas de borracha durante o manuseio ou hidratante após pode auxiliar.
Espero que isso possa contribuir de alguma forma.

Alex Ribeiro disse...

Obrigado Marcelo!
Sua contribuição é esclarecedora e tranquilizante.

Wcoelho3 disse...

Se a ideia é evitar o pó, basta abrir o saco plastico DENTRO do balde com agua onde vc vai lavar ´o substrato antes de colocar no aquario... :-)

Anônimo disse...

Ótimo post.
A propósito, será que teria algum problema para os peixes que habitam o aquário com esse tipo de substrato?

Alex Ribeiro disse...

Para os animais aquáticos a areia é totalmente inerte.

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Todos os comentários serão lidos e só então aprovados para publicação, ou não.

Related Posts with Thumbnails