maio 31, 2011

Reciclagem: Lago de pneus!

Algumas idéias geniais são tão simples que é absurdo que não tenhamos pensado nelas antes.
Foi exatamente isso que me veio a mente quando vi esse guia de reciclagem de pneus onde o resultado final é um mini lago de jadim que qualquer pessoas pode fazer em casa. As possibilidades são muitas, tantas quanto a quantidade enorme de pneus que existem jogados por ai esperando, pedindo, implorando por algum fim mais digno.

Isso dá um ótimo projeto de final de semana.

Minilago de Pneu - Clique na imagem para acessar o passo a passo.
O passo a passo é simples e o resultado na foto acima ainda não está concluído de acordo com o projeto, fica bem mais bonito, inclui uma manta entorno do pneu onde pode-se cultivar pequenas plantas ao redor de toda a estrutura, mas é ai onde entra minha adaptação: além da possibilidade de usa-lo deste modo acima da linha do solo você também poderá enterrar uma parte ou quase completamente para ter um efeito diferente. Como eu falei antes as possibilidades são muitas, dá até para fazer um pequena cachoeira com o retorno da filtragem e algumas pedras.

Seja criativo(a)!

maio 30, 2011

Novidades: Acquário do Ceará

Hoje jornais cearenses publicaram e o resto da mídia nacional republicou a notícia do acordo fechado entre o Governador do Estado do Ceará, na pessoa do governador Cid Gomes, e a empresa americana ICM Corp*.

ATUALIZAÇÃO:
Você lembra do absolutamente impressionante Aquadom de Berlim? Você conhece o fantástico aquário do restaurante do Hotel Burj-Al-Arab? Clique nos links para conhecer, são apenas duas obras disponíveis no portfólio da ICM. Tenho grandes expectativas de que o Acquário do Ceará será algo que fará jus ao que podemos ver da ICM até agora, até por que a mídia americana se refere ao projeto como "aquário em estado de arte" e "o maior projeto da ICM" destacando que será o maior aquário do Hemisfério Sul.

AquaDom e Aquário do Burj-Al-Arab duas obras das ICM
O acordo solidifica os alicerces técnicos de instalação para o início da construção do empreendimento que deve se tornar uma instalação de ponta e referência para toda a América Latina. A ICM Corp faz parte de um aglomerado de empresas que dividem sua atuação no mercado internacional, projetando, desenvolvendo e instalando aquários de todos os portes e para os mais diversos fins, uma das empresas irmãs da ICM é a indústria de polímeros Reynolds Polymer Technology, onde devem ser fabricados os gigantescos paineis de acrílico que darão forma aos aquários e túneis de observação que fazem parte do equipamento. Veja o portfólio da Reynolds aqui. Com informações do Governo do Estado do Ceará.

Detalhes do projeto foram divulgados parcialmente pelo Governo do Estado e pela empresa Imagic, que desenvolveu o projeto de instalação do aquário, a maior parte dessas informações foi compilada neste link, mas ainda não há dados realmente oficiais, o projeto começou a ser divulgado como tendo 15 milhões de litros e agora foi publicado em jornais que serão 18 milhões, teremos que aguardar até o release oficial para ter dados concretos.

O vídeo do projeto você confere abaixo:


Atrações Internas


O Governador Cid não brinca em serviço. ;)

*Link inacessível até a publicação deste post.

maio 26, 2011

CAU Poland

Descobri o Creative Aqua Union Poland estes dias em sua página no Facebook, creio que seja uma iniciativa recente, mas no site deles já existe bom material, principalmente se você gosta de montagens passo a passo com muitas, muitas fotos (o que faz a gente ignorar que o site é todo em Polonês), veja os links abaixo do banner onde se lê Galeria.

Por acaso acabei de ver no Pele Blog uma entrevista com Piotr Dymowski, que é um dos membros do CAU Poland, você pode conferir a entrevista completa (em Espanhol e Inglês) no link abaixo:
Na entrevista em destaque o aquário da foto abaixo.

Mountain Flow por Piotr Dymowski
Aquapaisagismo dramático é isso ai. ;-)

PS: Se você tem Facebook não deixe de clicar em Like no menu a direita.

Eheim Aquastyle

A Eheim está divulgando sem discrição seu produto preferido do momento, a nova linha de aquários decorativos chamada de Aquastyle. O produto tem um linha própria de acessórios que incluem filtro adaptado (53g/h), luminária de LED e até pedestal próprio para exibir o aquário que vem em 3 volumes diferentes, sendo eles aproximadamente 15, 23 e 34 litros (eu sei, volumes estranhos, mas são o equivalente a 4, 6 e 9 galões, aquela medida que só os Yankes ainda usam).

Quem me conhece sabe que eu sempre fico com o pé atrás com esses equipamentos com hype de descolados, mas levando em consideração que foi a Eheim quem desenvolveu o produto há de se dar um crédito, dúvidas só  deixaremos de ter quando algum aquarista sério tirar a prova. Prêmios ele já pode ostentar, mas em se tratando de prêmio de design isso não significa praticamente nada para o hobby, onde a usabiliade é quem fala mais alto.

Nem idéia de preço, mas coisinhas para nichos costumam ter o preço proporcionalmente inverso ao seu tamanho.


Se alguém testar compartilhe conosco a experiência. Mais informações na página do produto, em inglês.

maio 25, 2011

ADA Handbooks e a atenção com os clientes

Que a ADA tem uma linha extensa de produtos todo mundo já sabe, o que muita gente não sabe é como usar alguns dos acessórios e produtos oferecidos pela empresa. Provavelmente pensando nisso e também na possibilidade de socorrer aquele entusiasta que "comprou mas não sabe como usar corretamente", apesar dos produtos geralmente possuírem boas informações em sua embalagem, a ADA está lançando uma série de handbooks, ou livretos de referência, para suas várias linhas de produtos. Você pode ver mais, em japonês, neste link.





Mas e dai, de que adianta isso para gente? E dai que é esse tipo de iniciativa que eu adoraria que os fornecedores e importadores brasileiros adotassem, muitos ainda se conformam em seguir estritamente o que a lei determina ou nem isso as vezes, por que como todos nós sabemos a fiscalização é de pouca a nenhuma e nós consumidores temos o péssimo hábito de não exigir que as informações estejam lá, como é um direito nosso. Por muitas vezes ficamos horas sem sucesso  procurando informações na internet sobre um determinado produto, principalmente aqueles oriundos de obscuros fornecedores chineses, mesmo tendo a ciência de que por lei um produto não pode, ou não deveria, ser lançado no Brasil sem ter suas informações traduzidas, inclusive o manual. Os manuais por sinal são o calcanhar de Aquiles de muitos produtos chineses, geralmente eles vêem em uma tradução grosseira para o inglês, quando vêem. Não compre produtos importados sem que eles contenham todas as informações necessárias em bom português na sua embalagem, principalmente aqueles que podem envolver maiores riscos, ignorando esse fato você só contribui para o cenário não mudar. Além disso reclame, isso é importante, o comércio só muda quando sentem no bolso, aqueles produtos que ficam encalhados e o cliente diz claramente que não vai levar por que o produto não tem as informações necessárias de uso, segurança, composição, validade e garantia em sua embalagem, isso, sim, causa a mudança de comportamento em toda a cadeia de distribuição.

O comércio deve lembrar sempre que uma boa experiência de uso do cliente começa com o cliente tendo em mãos boas e seguras informações sobre o produto que foi comprado, tendo isso em mente é perfeitamente razoável pensar que aquele produto que não foi tão bem no mercado, apesar de ter tido uma saída inicial boa, na verdade está sofrendo de um sério problema de má experiência por parte do usuário, que simplesmente não o considera mais uma opção. E lembrem-se sempre que o sujeito mais importante desta equação que se chama comércio é o cliente! 

Os produtos brasileiros estão em franco desenvolvimento, a indústria nacional já é capaz de responder por algumas linhas que por décadas somente produtos importados seriam capazes de atender, as linhas de suplementos para aquários são provavelmente os melhores exemplos, sendo seguidos de perto por outros produtos já nacionalizados, quem sabe sem num futuro não muito distante teremos excelentes sistemas de filtragem com aquela frase espetacular "Made in Brasil"?

Prestigie a indústria nacional.

Fica a dica.


maio 21, 2011

Resultados do ROAPLC 2011

O Russian Open Aquatic Plant Layout Contest 2011 divulgou o ranking, parabéns aos Brasileiros que se aventuraram em mais este concurso.

Confira o resultado clicando aqui ou na imagem abaixo.

maio 20, 2011

Cryptocoryne becketii vs.C. petchii

Na ADA newsletter há um espaço muito interessante onde o Amano responde questões feitas por aquaristas, na edição de hoje chegou uma resposta interessante a uma questão curiosa. Para receber a newsletter da ADA, em inglês, acesse aqui.

C. beckettii by aqualogo.ru
Perguntaram para ao Amano se a C. petchii é uma variedade melhorada da C. becketii, pois as plantas recebem citações diferentes na revista Aqua Journal (que se Deus quiser um dia terá versão em língua inglesa de novo), heis a resposta do Mestre:

Existem muitas Cryptocorynes com variações regionais que no entanto pertencem a mesma espécie. Cryptocoryne petchii costuma ser tratada como uma planta de espécie diferente de Cryptocoryne becketii. Recentemente no entanto, passou a ser tratada como uma variação de C. becketii. Então C. becketi petchii não é uma variedade melhorada.

C. petchii by Plant Finder APC
Supõem-se que o nome científico original da Cryptocoryne petchii seja "Cryptocoryne beckettii var. petchii", mas a revista Aqua Journal usa o seu nome comum "Cryptocoryne petchii". C. becketii tem as folhas verdes oliva terminando em uma ponta de curvatura suave enquanto C. petchii tem as bordas um pouco onduladas, folhas castanhas com pontas finas, o que dá uma impressão diferente das folhas da Cryptocoryne backettii. Devido a estas diferenças elas são tratadas como plantas aquáticas diferentes ao serem usadas em layouts.

Resumo da ópera: Trata-se de uma só planta, elas são a mesma espécie, uma é variedade da outra. MAS a variedade, por ter características um tanto mais marcantes que a planta original, é tratada de forma diferente no momento do uso.

Então é isso, fica a dica para atualizar seus conhecimentos sobre este gênero fantástico e super variado que é o das Cryptocorynes.

maio 11, 2011

Hardscape levado a sério

O Hardscape, ou seja, todo o trabalho de composição paisagística dentro do aquário que utiliza apenas elementos mortos (pedras, areia, troncos, galhos e o espaço vazio) é sem dúvida a ferramentas mais poderosas de composição que nós dispomos, sozinho e sem uma única planta ele é capaz de definir um aquário. A ADG tem levado isso muito a sério, confira o novo vídeo que é apenas um preview da nova montagem utilizando apenas hardscape.


Acho que estamos diante de uma tendência, preparem-se para ver muitos aquários nessa linha.

Related Posts with Thumbnails