dezembro 20, 2004

O Lado Negro da Força

Eu tenho ficado impressionado com a quantidade de usuários que estão se cadastrando nós fóruns e listas de discussões, quanta gente! Acho que em época alguma o aquarismo esteve tanto na moda. Este é um grande problema.

Essa avalanche de gente pode ser visualizada de duas formas distintas, sendo a primeira uma grande agregação de valor e competência de pessoas realmente interessadas em desenvolver o hobby, grandes novos amigos e bastantes experiências novas para compartilhar, acho que o quesito "novos amigos" foi para mim o mais positivo do ano inteiro. Infelizmente toda moeda tem dois lados. Junto com essa massa de gente nova há uma grande maioria de pessoas que apenas vão passar, não há muito que fazer a não ser tentar manter as coisas certas. Esta é a segunda visão não tão animadora! Uma quantidade imensa de pessoas que além de volume estão interessadas em um aquarismo do tipo Nissin Miojo (Adicione água e está pronto). Nós sabemos muito bem que isso não existe.

Hoje, por exemplo, um amigo me chamou a atenção para um tópico onde se discutia a "necessidade" de se usar os nomes das espécies de peixes e plantas em latim e não o nome "comum", segunda vez que vejo a mesma discussão. Alguém resolveu jogar uma pá de areia na tentativa de tornar a classificação das espécies um conhecimento de domínio universal. Eu até entendo que a pessoa não estava encabeçando um movimento pró-abolição das classificações, mas é no mínimo estranho que não se tenha pelo menos a pretensão de aprendê-los, e isso ficou bem óbvio. É justamente este tipo de atitude que tem me incomodado muito, existem tópicos e mais tópicos discutindo de forma acirrada os assuntos mais básicos, isso deveria ser bom, mas as tentativas costumeiramente têm sido mais em razão da (falta de) disposição do aquarista que de fato a tentativa de compreender e aperfeiçoar os sistemas atuais. Diariamente surgem pessoas querendo reinventar a roda, eu preferia que eles encontrassem uma forma dela rodar melhor mas isso não depende de mim. Pior de tudo é o mar de contestações de tudo, a pessoa mal montou um aquário e já traçou toda uma idéia final e inabalável sobre o uso de determinada lâmpada, substrato, filtro, aquecedor...

Nós, eu e quem quer que esteja lendo este texto, temos muita sorte de ter acesso as melhores fontes de informação sobre aquarismo disponíveis no Brasil, aliás em Português por que nem todos os sites estão exatamente aqui, literatura impressa especializada no nosso país é uma piada, salvo pouquíssimas exceções, daí eu compreendo perfeitamente por que tantas pessoas ficam meio perdidas com o volume de informações que recebem de uma só vez quando ingressam nos fóruns atuais. Eu demorei muito a aprender algumas coisas, nomes de plantas sempre foi minha meta, pois as adoro, já os nomes dos peixes são um verdadeiro desafio, mas encaro isso com a maior descontração. Se não sei o que é eu procuro, pergunto, vou buscar onde quer que seja, é uma questão inclusive de cultura pois eu não tenho vergonha de assumir que não sei ou que esqueci, também não vejo glória alguma em saber uma dúzia ou duas de denominações. Recentemente acharam guardados lá em casa uma pilha de impressos, eram artigos e mais artigos que eu havia guardo para devorar, impressões que datavam de 1996, lembro-me muito bem de chegar em casa a noite e passar horas lendo aquilo tudo e fazendo anotações.

Tento na medida do possível encorajar as pessoas a buscarem com os próprios meios tudo o que ela precisa saber, a grande barreira é a preguiça... Seja de procurar ou simplesmente de ler. Fico muito feliz quando vejo um aquarista novato simplesmente entusiasmado até o ultimo fio de cabelo diante das possibilidades e de tudo o que ele está aprendendo, pena que isso tem sido bem raro. Falta um pouco de seriedade e de maturidade, não estou dizendo que precisamos de adultos no fórum, faço uso de um chavão: "conheço muito adolescente bem mais maduro que muito adulto". Falta um pouco de maturidade e de coragem para assumir o desafio de conhecer um mundo novo, de explorar de forma positiva e de ter nos companheiros auxílio e não disputa, algumas vezes sinto também que falta um pouco de humildade, afinal todos nós erramos.

O que mais me preocupa é que este tipo de neoaquarista tem minado os fóruns do que eles tem de melhor: gente experiente e disposta a ajudar voluntariamente, dos quais tenho profunda admiração. Ajudar um fórum não é fácil, é cansativo e muitas vezes decepcionante e o que mantêm muita gente na ativa são tão somente as amizades que surgiram nestes espaços democráticos. Sim! São democráticos sim, mas claro que tem regras, até na sua casa tem, não é mesmo?

Boas Festas a todos!
(E que a força esteja com vocês!)

2 Comentários:

Anônimo disse...

Olá amigo!
Eu me considero um dos amigos que você fez este ano ... e é de pessoas como você que o nosso amado hobby necessita! Beleza de texto, vai direto para a sua coluna na Aquabase!
Abração, e um feliz Natal!
Luca

Anônimo disse...

Ufff...

Como tem Siths por aí, hein? Quisera fossem apenas dois, como em Star Wars...

Mas os jovens Padawans como eu não podem esmorecer, e se por um lado tem muito mocorongo, temos também muitos mestres e cavaleiros Jedis por aí

May the force be with you

abraço

Livio

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Todos os comentários serão lidos e só então aprovados para publicação, ou não.

Related Posts with Thumbnails