setembro 18, 2009

Clássicos: Princípios e Técnicas Nature Aquarium

Mais um item recuperado do site antigo. Aos poucos devo conseguir postar mais algumas coisas interessantes.

Mensagem originalmente postada em 10 de fevereiro de 2008.

O estilo Nature Aquarium segue alguns princípios próprios, nem sempre tão evidentes, mas que ajudam muito na elaboração de um projeto, então nada melhor que relacionar os principais pontos de atenção que o aquarista deve se ater, esta seleção de dicas foi compilada pelo próprio Takashi Amano em sua preleção na convenção anual da AGA em 2004.

PRINCÍPIOS

  1. Plante grupos e em números ímpares.
  2. Plantas com folhas finas ficam melhores do meio para o fundo do tanque, enquanto as de folhas grandes ficam melhores nos cantos.
  3. Não use plantas vermelhas no centro, elas parecem muito escuras e pesadas.
  4. Plantas de folhas escuras (vermelhas ou verdes) ficam melhores nos cantos e atrás, com plantas de cores mais claras no centro.
  5. Arranje as plantas e as rochas e troncos para ter um equilíbrio entre áreas bem iluminadas e escuras.
  6. Areia de cor clara tem um excelente contraste com a cor das plantas.
  7. Quando usar rochas misture tamanhos variados, grandes e pequenas, como ocorre na Natureza.
  8. As bordas das rochas devem ser arredondadas, sem arestas afiadas.
  9. Esconda suas intenções ao usar rochas, permita que elas sejam ocultas pela vegetação, parcialmente ou mesmo completamente.
  10. Layouts usando a frente limpa, só com areia, são uma boa alternativa aos layouts Nature Aquarium padrão, com um carpete cobrindo toda a frente do tanque.
  11. Uma boa alternativa de layout é criar ladeiras em ambos os lados do tanque descendo em direção ao centro.

TÉCNICAS

  1. Use linha de algodão para fixar o musgo em pedras ou troncos.
  2. Musgos amarrados em pedras são uma ótima alternativa para cobrir áreas de substrato limpo.
  3. Use troncos ou grandes pedras com musgo, permitindo que a vegetação cresça em volta para criar áreas escuras em contraste com as claras.
  4. Prenda Anubias em rochas com musgos usando ligas de borracha, corte quase todas as raízes para que se fixe rapidamente.
  5. A Anubia presa a rocha pode ser movida a vontade, posicione a rocha de modo que as raízes sejam escondidas. Lembra-se que elas crescerão em direção luz.
  6. Plante Cryptos em locais onde o substrato seja profundo.
  7. Use plantas de caule de tamanho diversos, graduados da frente para o fundo do aquário, das mais baixas para as mais altas. Plante 3 mudas de juntas de cada vez.
  8. Um tanque novo não deve ser podado antes de 3 meses.
  9. Espere até que as plantas cresçam até o alto para então poda-las na metade da altura.
  10. Anubias e musgos ficam bem para frente do tanque por não precisarem de podas constantes.
  11. Colocar os equipamentos e tubulações que precisam ser usadas no tanque nas paredes laterais faz com que elas se tornem menos visíveis, devido ao reflexo das laterais.
  12. Para criar substratos usando areia de duas cores diferentes utilize um pedaço de papelão ou plástico, separe as áreas, preencha com a areia, nivele ambos os lados para ficarem da mesma altura e então retire o papelão com cuidado.
  13. Use troncos ou rochas com musgo no meio do substrato inclinado para funcionarem como barreira e impedir que o mesmo deslize.
  14. Ao usar substratos de cores diferentes as rochas ou troncos também podem ser usados para esconder a linha de separação entre eles.
  15. Iluminação traseira de baixo para cima destaca o movimento da água na superfície.
  16. Para um layout realmente simples use pequenas pedras e musgos ao redor de uma grande rocha ao centro.
  17. Conjuntos de galhos cobertos de musgos podem causar um belo efeito quando preenchem o tanque, feito adequadamente com inclinações subindo do fundo para frente ou do meio para os lados, em ascensão.
.

0 Comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Todos os comentários serão lidos e só então aprovados para publicação, ou não.

Related Posts with Thumbnails