novembro 21, 2011

Iluminação do Aquário: Desmistificando LEDs

BREVE INTRODUÇÃO E HISTÓRICO

Esquema de um LED
LED é a abreviatura de Light Emitting Diode, um emissor de luz moderno que tem muitas características interessantes e um leque de aplicações gigantesco e que não para de aumentar.

As primeiras aplicações de LED foram na indústria de eletrônicos em substituição as lâmpadas, os LEDs são menores, mais potentes e consomem uma fração da energia de uma lâmpada comum, o apelo é inevitável. O grande obstáculo dos LEDs é seu preço ainda alto de produção, mas em queda, que limita a sua aplicação.

Da sua criação até os dias de hoje os LEDs passaram por muitos estágios de desenvolvimento e hoje essa fonte de luz altamente econômica já uma realidade em campos diversos como na iluminação pública, interiores e na horticultura, aqui as coisas começam a ficar interessantes para nós aquaristas.

Com a evolução da tecnologia os LEDs ganharam potência e espectro de cor adequado para fornecer energia as plantas para realizarem fotossíntese, tornando-se uma opção válida para essa aplicação. Já existem mundo a produção de LEDs voltados para este fim e desde meados de 2009 começaram a surgir os primeiros produtos voltados para o aquarismo, em especial para os aquários marinhos, que foram pioneiros, e mais recentemente empresas estão apostando também no mercado de aquarismo doce, Produtos são lançados a todo instante e já possuem mercado, mesmo que o preço ainda não seja ainda um fator muito animador. Há anos que pessoas testam independentemente o uso de LEDs em aquários de água doce com resultados variáveis, principalmente em razão da variação do tipo de LED utilizado e até por dificuldade em obter informações precisas.
Opção de tamanho, cor e potência.

Como todo produto novo os LEDs ainda são mal compreendidos pela maioria das pessoas e as suas características técnicas acabam por confundir muita gente, aos poucos vão surgindo um ou outro artigo para jogar um pouco de luz no assunto, ontem recebi o link abaixo e achei a leitura muito esclarecedora, compartilho-o por tanto com vocês:


As opções importadas ainda são caríssimas, como se é de esperar, mas mesmo lá fora muita gente ainda não se anima a pagar os preços cobrados, mas a tendência é que estes produtos se tornem mais acessíveis (no Brasil eu não sei, afinal estamos eternamente a merce do nosso "mercado brasil" e suas margens absurdas) e já começam a surgir opções nacionais. Os produtos são bonitos, ocupam pouco espaço e acima de tudo são econômicos em termos de consumo de energia, precisamos disso já!

Modelo pendant da Elos - Luminária LED


3 Comentários:

Anônimo disse...

Obrigado por tantas explicações uteis. Sou apaixonado por aqua desde criança e só a 6 meses pude realizar este sonho, tenho um aqua de 300L e outro de 108L, ambos retangulares, ficam na sala que tem bastante luz natural, mas pretendo fazer uma iluminação com led.
Que deus os ilumine para que continuem nos ajudando, um grande abraço e sucesso.

Prof.Giovani prof.gio@hotmail.com
Rondonopolis/MT

AquaLed Luminárias disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Dicas para Fitas LED durarem mais:

01 - As fitas Led funcionam em 12V. Use uma fonte com ajuste de voltagem e regule em 11V. Compre uma fonte capaz de fornecer o dobro da amperagem consumida pela fita, para que a fonte não esquente muito.

02 - Solde um diodo ZENER de 15V e 1 W nos conectores da fita, para proteger os Leds contra picos de tensão. Desta forma, qualquer pulso elétrico acima de 15 volts será drenado pelo zener, prolongando a vida útil dos Leds. O zener tem uma MARCA em uma das extremidades. Essa marca simboliza o cátodo. Solde o lado do cátodo no conector POSITIVO da fita, e solde o outro lado no conector NEGATIVO da fita. Aí basta ligar na fonte. O fio positivo da fonte no positivo da fita, e o fio negativo da fonte no negativo da fita (solde os fios da fonte nos próprios fios de estanho do zener) (um de cada lado do zener, óbvio) para evitar de colocar mais de uma gota de solda direto nos conectores da fita. Se precisar dividir a fita em várias partes, solde um zener em cada pedaço de fita Led.

03 - Evite ligar e desligar a fita Led MUITAS vezes ao dia. Os Leds vão enfraquecendo a cada acionamento, principalmente se não estiverem protegidos. Assim, cada vez eles necessitam de uma quantidade maior de volts para funcionarem.

04 - Um dissipador térmico é sempre benéfico.

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Todos os comentários serão lidos e só então aprovados para publicação, ou não.

Related Posts with Thumbnails