novembro 22, 2011

Material de Layout: Rochas Artificiais


Rocha Okiishi
Outro dia eu falei e dei dicas sobre a dificuldade de encontrar boas rochas para produção de layouts, achar um bom hardscape para o aquário tem sido uma tarefa inglória para muita gente. Ciente deste fato nada mais natural que surjam opções menos convencionais ou, melhor dizendo, opções artificiais para atender convenientemente esta demanda. Alguns produtos existem há uma década pelo menos, mas a pressão no mercado por materiais de layouts devido a popularização do aquapaisagismo mundo a fora certamente colaborou bastante para a expansão deste nicho de materiais de layout.

Já existem várias opções e não param de aparecer mais. As rochas artificiais Okiishi e Suteishii vendidas pela AquaEssentials são que peças de resina habilidosamente produzidas para imitar pedras artificiais a serem utilizadas para criação de layouts. As Okiishi são baixas e planas e as Suteishii são peças altas e com mais textura. Gostei muito das Okiishi e a primeira vista o único porém destas belezinhas é que elas são pequenas e baixas, por isso não são muito adequadas para aquários de grande porte.

Rocha Shuteishi

Não é a primeira vez que vejo rochas artificiais sendo divulgadas, mas estas são as primeiras que eu senti vontade de experimentar, o acabamento delas parece ser muito bom. Não tenho noção da durabilidade e resistência delas ao ambiente do aquário, afinal não é todo material que dura tanto quanto uma rocha em sua aparência, porém já ouvi comentários de que elas tem um tendência a descolorir com o tempo.

Dúvidas em relação a utilidade delas? No site da AquaEssentials tem um layout de exemplo:


Mas eu de fato só me animei quando achei este abaixo que foi postado no fórum da Ukaps, confira:

Clique na imagem para ver outras fotos
Kit da Aqua-Pro distribuído pela Ista

Essas coisas são legais, mas não tem aqui, tem? Tem, sim.

Já existe pelo menos uma opção sendo vendida no Brasil, ainda que timidamente, a Ista distribui para o Brasil as rochas artificiais da Aqua-Pro Aquarium, são peças feitas de resina sintética com cor e textura de pedras naturais. O produto está a venda em lojas do ramo ( lojas 1, Loja 2, Loja 3) e custam uma média de R$ 80 a R$ 90 (preços de set/2011) o kit que vem com rochas artificiais de vários tamanhos, também estão disponíveis em duas cores, sendo elas amarelas, que imitam madeira petrificada, e cinza que são imitação de pedras Mantenseki muito populares nos aquários da ADA.

Minhas impressões: Tendo as pedras em mãos, modelo Mantenseki, chama atenção uma linha amarela nas pedras cinza, não faz muito sentido, é como se as pedras tivessem rolado sob uma superfície com tinta amarela ainda ainda fresca e por isso ficaram "sujas" nas arestas. Mas olhando o conjunto de longe o amarelo meio que some um pouco de vista, possivelmente ele desapareça no aquário com o "envelhecimento" natural de qualquer hardscape submerso. O conjunto é bem variado e consistente, dá para brincar com elas. Aquário em breve.

Como falei antes as novidades não param de aparecer, recentemente o Oliver postou fotos em um dos seus albuns online mostrando peças de pedras artificiais enormes que estão sendo produzidas pela Back to Nature, uma empresa especializada na criação de backgrounds realísticos e que há anos está no mercado europeu. O tamanho das peças é impressionante, veja mais acessando a galeria.


Quem também aderiu as faux rocks foi o Filipe Oliveira, em um dos seus recentes layouts o FAAO utilizou peças artificiais para compor o hardscape, o resultado como era de se esperar ficou muito bom. Veja o vídeo abaixo:



As pedras artificiais são bem versáteis e podem ser utilizadas de muitas maneiras, leia-se em vários tipos de layout, como no aquário de Discos também do Filipe:


Algo importante ao se considerar na utilização destas artificiais é que dada a dificuldade de se conseguir boas peças para criar o hardscape elas tem uma séria vantagem pela disponibilidade, outro fator é o custo, mesmo que um Kit não seja tão barato ele é bem mais acessível que o mesmo volume de rochas transportas via Correios, por exemplo. Algo que não passa pela cabeça das pessoas é que algo assim também diminuirá, mesmo que pouco, a pressão por pedras naturais que obviamente precisam ser extraídas de algum lugar, vide o caso das Hakkai que tem sua coleta proibida no Japão e por isso custam pequenas fortunas por peça.

Claro que há os pontos negativos que também precisam ser considerados: São produtos recentes, não sabemos a evolução visual dessas peças e nem sua vida útil, uma pedra Natural em tese dura para sempre, mas e uma de resina sob forte iluminação dura quanto tempo? Ainda não sabemos, mas poderemos acompanhar os testes do Filipe e de outros aquapaisagistas que com certeza nos darão respostas em breve. Outro fato a se notar é que a produção deste tipo de material é em série, ou seja, serão milhares de conjuntos de rochas idênticas sendo distribuídos para todo o mundo, em algum momento alguém terá a impressão de que o mesmo aquário está nos EUA, na Itália e na Malásia. 



1 Comentários:

The Lord Wolf disse...

Olá
O Adriano Montoro também aderiu as pedras artificiais; O Jurassic Jungle foi montado com pedras de resina...

Postar um comentário

Obrigado por comentar!
Todos os comentários serão lidos e só então aprovados para publicação, ou não.

Related Posts with Thumbnails